Diopsídio

Diopsídio é um inossilicato cálcico da família dos piroxênios, correspondendo ao extremo magnesiano da série diopsídio-hedenbergita, dos clinopiroxênios. Em sua estrutura, o magnésio poder ser substituído pelo ferro (Fe2+) em qualquer proporção até completar a série (sendo chamado diopsídio só o extremo magnesiano da série). A augita pode ser considerada como membro intermediário da série, que também contem alumínio substituindo parcialmente o silício e o magnésio.

O nome provém de duas palavras grega que significam “dupla” e “aparência”, devido à zona prismática vertical que parece estar orientada em duas direções.

ClassificaçãoInossilicatos – PiroxênioFórmula QuímicaCaMg(Si2O6)
Dureza5 – 6BrilhoVítreo
CorBranco a verde claro, escurecendo com o aumento do teor de ferro.ComposiçãoCaO (25,9%), MgO (18,5%) e SiO2 (55,6%)
CristalografiaMonoclínicoClasse2/m
HábitoCristais prismáticos. Agregado granular, colunar ou lamelar.ClivagemImperfeita {110}
FraturaParalela ao pinacoide basal {001}.Densidade relativa3,2 – 3,3
Propriedades ÓpticasBiaxial Positivo. As propriedades óticas variam linearmente com a composição, na série.Propriedades DiagnósticasHábito, cor clara e clivagem imperfeita, formando ângulos de 87º e 93º.
AssociaçãoTremolita, escapolita, idocrásio, granada e titanita.OcorrênciaRochas geradas pelo metamorfismo de contato em calcários, pelo metamorfismo regional em gabros, peridotitos e serpentinitos.
UsosGemaTraço