Coríndon

O coríndon é um mineral de óxido de alumínio conhecido pela sua dureza (9, mineral índice da escala Mohs) e pelo seu brilho intenso. Devido a essas características, é muito utilizado como gema em suas diferentes variedades. As principais são a safira (azul) e o rubi (vermelho). É preciso tomar cuidado na hora de fazer o teste de dureza, pois o corindon pode alterar em micas, então um erro na escolha da face a testar pode gerar erros significativos.

ClassificaçãoÓxidoFórmula QuímicaAl2O3
Dureza9 – Mineral índice na escala de MohsBrilhoAdamantino a vítreo
CorPode apresentar algum matiz castanho, rosa, azul ou ser incoloro. Comumente branco, cinzento, verde, vermelho-rubi ou azul-safira.ComposiçãoAl (52,9%) e O (47,1%).
CristalografiaHexagonalClasse¯3 2/m
HábitoCristais prismáticos ou pirâmides hexagonais. Usualmente cristalização irregular ou massiva, também granular.ClivagemPartição em {0001} e {101¯1}
FraturaDensidade relativa4,02
Propriedades ÓpticasUniaxial negativoPropriedades DiagnósticasDureza, brilho intenso, partição e densidade relativa.
AssociaçãoClorita, micas (por alteração), olivina, serpentina, magnetita, espinélio, cianita e diásporo.OcorrênciaMineral acessório comum em rochas metamórficas. Ocorre no meta-calcário, no mármore, no mica xisto, no gnaisse, em rochas insaturadas em sílica como sienitos, nefelina sienitos. Também presente nas zonas de contato entre peridotitos e encaixantes, diques lamprófiros, pegmatitos e em solos detríticos.
UsosGema e abrasivo.Traço