Berilo

O berilo é um ciclossilicato de berílio que pode conter contaminações de distintos metais. Estas impurezas na estrutura geram uma variedade de cores, que dão origem a diferentes nomes: a esmeralda é a variedade verde, produto de pequenas quantidades de crômio e vanádio; a água-marinha é a azul, cuja cor é atribuída à presença de Fe2+; o heliodoro e o berilo dourado são variedades amarelas (o primeiro mais esverdeado), cuja cor é atribuída à presença de Fe3+; a gochenita é o berilo incolor; a morganita é a variedade cor de rosa, atribuída aos íons de Mn2+; e o berilo vermelho, conhecido como bixbite, é pouco comum e contem íons de Mn3+.

ClassificaçãoCiclossilicatosFórmula QuímicaBe3Al2Si6O18
Dureza7,5 – 8BrilhoVítreo, resinoso
CorVerde-esmeralda (esmeralita), verde-pálido, azul (água marinha), amarelo, branco, vermelho-rosa pálido (morganita), incolorComposição13,96 % BeO, 18,97 % Al2O3, 67,07 % SiO2
CristalografiaHexagonalClasse6/m 2/m 2/m
HábitoPrismático, estriado, colunar, granular.ClivagemImperfeita em {0001}
FraturaConchoidalDensidade relativa2,6 – 2,8
Propriedades ÓpticasUniaxial negativoPropriedades DiagnósticasCor, hábito ( em geral colunar), dureza, clivagem, propriedades ópticas.
AssociaçãoAssociado a quartzo, lepidolita, muscovita, turmalinas, cassiterita.OcorrênciaEncontrado em cavidades de granitos e granitos pegmatíticos. Ocorre também em nefelina-sienitos, micaxistos e margas.
UsosGema (esmeralda, água marinha, morganita) e fonte do elemento berilo.Traço