Espodumênio

Espodumênio é um inossilicato do grupo dos piroxênios que se destaca por apresentar lítio em sua composição, do qual já foi o principal minério. Consequentemente, tanto a rocha em que ocorre, quase que exclusivamente presente em pegmatitos, quanto os minerais aos que está associado,como a lepidolita, também são ricos no elemento químico Li.

ClassificaçãoInossilicatos – PiroxênioFórmula QuímicaLiAlSi2O6
Dureza6,5 – 7BrilhoVítreo
CorBranco, cinza, rosa, amarela ou verde. Transparente a translúcida.ComposiçãoLi2O (8,0%), Al2O3 (27,4%) e SiO2 (64,6%). Pequenas quantidades de Li podem ser substituídas por Na.
CristalografiaMonoclínicoClasse2/m
HábitoEm cristais grossos de faces corroídas, alguns muito grandes. Os cristais são estriados profundamente no sentido vertical. Também em massas cliváveis.ClivagemPerfeita {110}, com ângulos de 87º e 93º. Partição bem desenvolvida paralela a {100}.
FraturaDensidade relativa3,15 – 3,20
Propriedades ÓpticasBiaxial positivoPropriedades DiagnósticasClivagem prismática e partição {100}. Pelo ângulo de partição pode ser confundida com a tremolita.
AssociaçãoAssociado por formação à lepidolita, petalita e ambligonita. Por alteração associa-se com argilo minerais, albita, eucryptite, muscovita, microclínio e LiAlSiO4.OcorrênciaMineral raro, ocorre em pegmatitos ricos em lítio.
UsosFonte de lítio, utilizado na fabricação graxa, alumínio, cerâmica, vidro, baterias de carga, ar condicionado e soldas, e gema.Traço