Calcopirita

A calcopirita é o mineral de cobre mais comum, uma importante fonte do metal para a industria. Associado tanto a outros minerais de cobre (sendo a principal fonte de minerais secundários de cobre), quanto outros minerais sulfetos. Dentre eles, uma das associações mais comuns é a pirita, que, assim como a calcopirita, recebe o apelido de “ouro de tolo”, devido à coloração amarela e ao brilho metálico de ambas, que pode ser confundida com às características do ouro.

ClassificaçãoSulfetoFórmula QuímicaCuFeS2
Dureza3,5 – 4BrilhoMetálico
CorAmarelo do latão, bronze. Pode apresentar um tipo de iridescência.ComposiçãoCu (34,6%), Fe (30,4%) e S (35,0%).
CristalografiaTetragonalClasse¯42m
HábitoUsualmente maciça.ClivagemNão tem
FraturaDensidade relativa4,1 – 4,3
Propriedades ÓpticasIsotrópicoPropriedades DiagnósticasCor amarela do latão, traço preto esverdeado e baixa dureza (mais mole do que o aço). Diferencia-se da pirita pela dureza e o hábito, e do ouro por ser quebradiça.
AssociaçãoFrequentemente à pirita. Também associada à galena, esfalerita e dolomita em depósitos de substituição de baixa temperatura, a pirrotita e pentlandita em depósitos de alta temperatura. As vezes pode conter prata ou ouro.OcorrênciaVeios hidrotermais, depósitos de alteração, diques pegmatíticos, depósitos metamórficos de contato.
UsosImportante minério de cobre.TraçoPreto esverdeado.